Guia definitivo sobre como plantar sementes em casa

Semear em casa é a melhor maneira de se apresentar à horticultura. Começar com uma lavoura na sua horta urbana ou em algum outro espaço pode-te ajudar nesse processo. Existem alguns vegetais que são mais fáceis de cultivar porque são sementes que germinam mais rápido. Um exemplo claro é repolho, alface, espinafre e brócolos. Então, em caso de dúvida, comece com essas sementes.

Que sementes existem?

Existem três “grupo” de sementes: sementes que permitem a semeadura direta. Geralmente são plantas resistentes que, graças às boas condições climáticas, podem se desenvolver perfeitamente no solo. Por exemplo, raízes de plantas como cenouras, rabanetes ou beterrabas. Então temos aquelas sementes que, pelas suas características, podem se reproduzir diretamente no solo, mas se queremos nos aprimorar e ter uma colheita mais distribuída durante o ano e, ao mesmo tempo ter um melhor crescimento, elas são plantadas em sementeiras . Temos o melão, o pepino e a melancia. Por fim, temos sementes como as de pimentão, cebola, tomate, alface, repolho, couve-flor… que precisam germinar no sementeira porque são mais suscetíveis às intempéries. Afinal, os canteiros criam um espaço ideal para semear, com uma taxa de germinação muito maior e também é um sistema que facilita o trabalho. Dessa forma, as sementes iniciam a sua primeira fase de desenvolvimento, visto que germinam e a planta tem o tamanho adequado, é transplantada para sua terra definitiva.

Materiais e ferramentas que vamos precisar

Para poder semear as sementes corretamente nos canteiros, será necessária uma série de materiais e ferramentas. Pode encontrar esses materiais na loja GermiGarden nas sessões de sementes e ferramentas. Para poder cultivar as sementes em casa vamos precisar:

  • Canteiros ou sementeiras: são bandejas com alvéolos para semear as sementes. Eles são de plástico forte e flexível. Eles permitem-nos semear as sementes individualmente e poder reproduzi-las em unidades. É muito útil porque eles estão preparados para diferentes medidas do campus. Se vamos semear uma semente que precisa de muito espaço como abóbora, feijão ou abobrinha, vamos usar um canteiro com menos alvéolos. Por outro lado, se quisermos plantar alface ou cebola, podemos usar um canteiro que tenha mais alvéolos. As vantagens de fazê-lo em canteiros é que eles têm melhores condições de crescimento e, além disso, economizará espaço na sua parcela.
  • Porta-canteiros: são bandejas com o tamanho exato dos canteiros. Elas nos servirão para transportar os canteiros caso tenhamos que movê-los, mas sua função principal é a irrigação. Geralmente, recomendamos fazer irrigação por inundação ou radicular. Esses riscos consistem em regar abaixo dos canteiros. Vamos encher os porta-sementes com água para que as plantas absorvam a água de uma forma natural.
  • Regador: caso não reguemos por alagamento, uma alternativa é regar com regador. Mas este tem que ter uma alcachofra que imita a água da chuva. Primeiro, devemos ter cuidado se moramos em áreas onde há muito sol da primavera, porque se regarmos de cima, molharemos os brotos tenros e eles poderão sofrer queimaduras solares. Por isso, é necessário regar em horas de pouca exposição solar, evitando assim queimaduras das plantas.
  • Substrato: geralmente utiliza-se turfa. Para o solo utilizado na germinação, deve-se escolher um substrato que tenha baixa densidade e alta absorção. O que ganhamos com isso? Pois bem, nosso substrato vai absorver água ao máximo e, além disso, terá pouca resistência ao crescimento de raízes e caules, o que também é benéfico para uma germinação correta. Usar turfa, portanto, é uma ótima opção, pois atende a ambas as características. Também podemos usar fibra de coco, areia, perlita ou componentes de baixa densidade misturados: com húmus ou outros substratos para hortaliças, mas isso apenas em algumas culturas e com doses muito baixas de fertilizante, pois podem queimar a raiz. A utilização de um substrato de qualidade é muito importante, pois teremos a certeza de que está livre de vírus ou bactérias e, além disso, estará livre de sementes, ovos e insetos.
  • Semeadora manual: quando os alvéolos estiverem cheios das suas sementes favoritas e crescerem o suficiente, é hora de plantar. Para isso teremos que fazer um buraco no chão para colocar o campus. Este buraco pode ser feito facilmente com uma semeadora manual. Estas plantadeiras são projetadas para fazer um buraco adequado onde a muda se encaixa, também com a sua forma cónica deixará espaço para a planta e para que as suas raízes se desenvolvam corretamente. Sem dúvida, um acessório essencial pensou-se em cultivar sementes em casa.

Como semear sementes num canteiro passo a passo

1. Escolha que sementes vamos cultivar. O primeiro passo é escolher os tipos e variedades que vamos plantar. Ser claro sobre a categoria de semente que plantamos e organizá-las bem é muito importante. É necessário sempre indicar quais sementes são de cada tipo para evitar erros. Recomendamos também consultar como é a associação entre os vegetais.

2. Prepare o substrato e os materiais. Em segundo lugar, tem que preparar todos os materiais. Tem que ter os substratos prontos, caso não usemos apenas turfa, tem que misturar os diferentes substratos e compostos para criar o nosso substrato.

3. Preencha os alvéolos. Visto que tenhamos o substrato pronto, temos que encher os nossos canteiros, recomendamos fazê-lo até a borda e depois alisar para homogeneizar a superfície.

4. Humedeça as sementes. Humedecê-los com um pouco de água morna nos ajudará a ativar o seu metabolismo. Portanto, é aconselhável fazê-lo 24 horas antes da semeadura. Recomendamos também humedecer o substrato para que as sementes grudem e não voem. Primeiro, no caso dos vegetais que produzem pequenas sementes.

5. Coloque as sementes nos alvéolos. Para a colocação correta das sementes, seguiremos esta regra geral: enterraremos as sementes a uma profundidade de cerca de 2-3 vezes o seu tamanho. Dessa forma, evitaremos que seja muito profundo, o que dificultaria a germinação. Muito alto também o que prejudicaria a germinação devido à exposição ao sol ou à falta de humidade. Além disso, teremos que considerar que alguns vegetais precisam de mais sementes por alvéolo. Recomendamos colocar mais de uma semente em pepino ou acelga e mais de 3 ou 4 sementes no caso de tomate, alface ou pimentão.

6. Rega abundante nos primeiros dias. Logo após a semeadura devemos fazer uma irrigação por aspersão. A irrigação é muito importante, principalmente nos primeiros dias após a semeadura. Para isso, faremos uma irrigação diária por inundação. É por isso que usamos porta-sementes. Também pode irrigar com um regador imitando chuva fina. Nos dias seguintes, após uma semana, podemos espaçar os riscos.

7. Espere que germinem. Tenha paciência, algumas sementes têm um processo de germinação mais lento e podem levar mais de 3 semanas dependendo das condições. Eles podem ser deixados em lugares quentes para aumentar o crescimento. Por exemplo, perto de uma janela iluminada para ficarem quentes e iluminadas. Se tiver piso aquecido, pode aumentar a temperatura das sementes e ajudá-las a crescer mais rápido. Existem muitas soluções para ativar o metabolismo das sementes e fazer com que elas se desenvolvam mais rapidamente. Cada variedade tem um período diferente, verifique os tempos de germinação nos pacotes de sementes.

Como semear sementes de semeadura direta?

A principal diferença entre as sementes que devem ser semeadas em viveiros e aquelas sendo semeadas diretamente é sua resistência à adversidade. As sementes de semeadura direta costumam ser mais resistentes. Isso facilita o processo de plantio, pois é menos tedioso.

Embora existam atualmente muitos métodos muito diferentes e não haja uma maneira clara de preparar o terreno, vamos falar sobre a maneira clássica e mais difundida. Afortunadamente seja verdade que a lavoura é benéfica, já que arejamos o solo, arrancamos parte das más sementes e homogeneizamos os fertilizantes que vamos introduzir, também é verdade que existem algumas tendências a lavrar menos evitando quebrar as estruturas biológicas no solo. Desta forma, o que fazemos é criar um ecossistema e uma série de sinergias que nos farão ter uma terra muito mais preparada para cultivar.

Dado que tenhamos a terra pronta, teremos que fazer a semeadura colocando as sementes, previamente hidratadas em água, nas linhas que vamos gerar. Caso necessitem de uma estrutura de plantio específica, as linhas deverão ser medidas com um fio ou corda. Outro exemplo é o caso das cenouras, onde se planta uma fileira sem moldura e, uma vez germinadas, afinamos os rebentos menos fortes e deixamos uma moldura de plantio correta.

Uma vez plantada, a irrigação deve ser muito semelhante à de um plantio em canteiro, embora deva ser com um regador com uma alcachofra bem fina. A irrigação por gotejamento também pode ser usada. O objetivo desta irrigação é manter as condições de humidade estáveis ​​no solo.

Como transplantar corretamente?

Para transplantar do canteiro para o solo definitivo, a semente deve ter germinado corretamente e estar suficientemente desenvolvida para tal. Como podemos saber se uma semente está pronta para ser transplantada? Recomendamos que consulte o tamanho ou o número de folhas verdadeiras que precisa. Pode encontrar essas informações nos pacotes de sementes de cada variedade. Para plantá-la no jardim, precisará da semeadora manual. Isso ajudará você a tornar os buracos homogéneos. Portanto, irá plantá-los na profundidade correta em todos os casos.

O quadro de plantio é condicionado pela horticultura. Por exemplo, plantas como tomateiros precisam de um quadro de plantio entre 40 e 70 cm. Por outro lado, vegetais de raiz ou bulbosos como cenoura, cebola, alho… podem ter uma distância menor.

As irrigações após o plantio devem ser um pouco maiores. Mas sempre regando como se fosse uma chuva muito fina. Como dissemos anteriormente, também pode instalar a irrigação automática por gotejamento, o que facilitará a sua tarefa. Devemos considerar a época do ano em que fazemos o transplante. Não é o mesmo fazer no verão do que no meio da primavera. A rega no verão deve ser mais contínua por as temperaturas serem mais altas e precisamos evitar que as plantas sequem. Mas sempre tendo em mente que não devemos inundar, pois, a raiz pode apodrecer.

Por fim, falaremos brevemente sobre a manutenção que devemos fazer no nosso jardim para combater algumas pragas. Em primeiro lugar, queremos esclarecer que se for feito um estudo das associações no nosso pomar, evitaremos pequenos problemas e facilitará a nossa vida. Por isso, verifique quais associações de plantas podem-lhe ajudar contra pragas. Em segundo lugar, recomendamos sempre o uso de produtos não invasivos e ecológicos. É uma forma de não colocar produtos químicos na nossa alimentação. Entre eles recomendamos o uso de fauna auxiliar para controle de pragas. Além disso, pode ser complementado com produtos orgânicos derivados de cobre e enxofre para fungos.

Se fizermos um bom acompanhamento da horta veremos que, com um pouco de paciência, teremos legumes frescos.

No artigo de hoje queríamos fazer um guia completo sobre como plantar sementes. Em breve, enviaremos conteúdos mais detalhados para complementar este guia: associações de plantas na horta, como preparar a nossa horta antes do plantio, manutenção e como cuidar das nossas hortaliças…

Como sempre, recomendamos que se tiver alguma dúvida, pergunte-nos. Somos uma equipa de profissionais com mais de 40 anos no setor da horticultura e jardinagem.

Tienda GermiGarden

Tu lugar para comprar plantas, semillas, bulbos y productos para el mundo vegetal. Una oferta integral para tu terraza, huerto o jardín.

GermiBox

Tu caja sorpresa de plantas y accesorios de jardinería

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

GermiBox

Tu caja sorpresa de plantas y accesorios de jardinería

A primavera está aqui: cores brilhantes e aromas frescos

Em 20 de março iniciaremos a primavera. Esta linda estação que enche os nossos jardins de cor é vida. Deixaremos para...

Associação de plantas hortícolas

A associação de horticultura no seu jardim é muito importante e benéfica. Plantar plantas que tenham boas sinergias...

Oliveiras de última geração.

No blog de hoje contaremos os benefícios de plantar oliveiras em sebe. Se está a pensar plantar olivais, seja você um...

Produtos essenciais para o cultivo de tomate

Neste artigo explicaremos os produtos necessários para o cultivo do tomate. Forneceremos uma lista de produtos como...

A revolução das sementes híbridas

Se já comprou sementes, já deve ter percebido que existem inúmeras espécies e variedades. Mas nem todas as sementes...

As melhores plantas aromáticas para cozinhar e infundir

Caso não saiba, no GermmiGarden também somos amantes da cozinha e da gastronomia. A utilização de ervas aromáticas nos...

Como plantar árvores: 6 passos para plantar árvores frutíferas corretamente

As árvores frutíferas são árvores ideais para jardins, mas quando as nossas árvores frutíferas chegam em casa às vezes...

Como proteger as plantas do frio com manta térmica

No final do inverno, quando os primeiros brotos já começam a aparecer, ocorrem muitos danos causados ​​​​pela geada. É...

Que tipos de solo para plantas existem e como usar substratos de jardim corretamente?

Um dos fatores essenciais para a vida das nossas plantas é o solo que as plantas precisam para se estabelecer....

Mudas para horta, conforto e rapidez

Ter uma horta é o sonho de muitos adeptos da alimentação saudável e orgânica. Ter a sua própria horta para cultivar...

Tienda GermiGarden

Tu lugar para comprar plantas, semillas, bulbos y productos para el mundo vegetal. Una oferta integral para tu terraza, huerto o jardín.

Mudas para horta, conforto e rapidez

Mudas para horta, conforto e rapidez

Ter uma horta é o sonho de muitos adeptos da alimentação saudável e orgânica. Ter a sua própria horta para cultivar hortaliças é uma forma de ter alimentos orgânicos de qualidade em casa. Às vezes, plantar sementes pode ser complicado para iniciantes, e é por isso que...

Produtos essenciais para o cultivo de tomate

Produtos essenciais para o cultivo de tomate

Neste artigo explicaremos os produtos necessários para o cultivo do tomate. Forneceremos uma lista de produtos como fertilizantes e tratamentos contra pragas específicas do tomate. Além disso, poderá ver passo a passo como aplicar esses produtos nos tomateiros e ter...

Oliveiras de última geração.

Oliveiras de última geração.

No blog de hoje contaremos os benefícios de plantar oliveiras em sebe. Se está a pensar plantar olivais, seja você um grande consumidor, um indivíduo ou um pequeno aquarista que cultiva pomares ou jardins familiares, este é o seu produto estrela. Apresentamos a seguir as oliveiras de última...

Mudas para horta, conforto e rapidez

Mudas para horta, conforto e rapidez

Ter uma horta é o sonho de muitos adeptos da alimentação saudável e orgânica. Ter a sua própria horta para cultivar hortaliças é uma forma de ter alimentos orgânicos de qualidade em casa. Às vezes, plantar sementes pode ser complicado para iniciantes, e é por isso que o estoque de jardim é uma das...

Produtos essenciais para o cultivo de tomate

Produtos essenciais para o cultivo de tomate

Neste artigo explicaremos os produtos necessários para o cultivo do tomate. Forneceremos uma lista de produtos como fertilizantes e tratamentos contra pragas específicas do tomate. Além disso, poderá ver passo a passo como aplicar esses produtos nos tomateiros e ter tomates saudáveis ​​e bonitos....

Como proteger as plantas do frio com manta térmica

Como proteger as plantas do frio com manta térmica

No final do inverno, quando os primeiros brotos já começam a aparecer, ocorrem muitos danos causados ​​​​pela geada. É importante se tem um jardim com flores ornamentais, um pomar ou árvores frutíferas que proteja as suas plantas do frio. Hoje vamos contar o que é uma manta térmica para plantas,...